1. Início
  2. Anunciantes
  3. Configuração Básica de Campanha e Gerenciamento

Como trabalhar com bidding seletivo?

O bidding seletivo é um método de otimização que atende aos padrões de transparência de preços e é a ação mais favorável para otimizar uma campanha baseada em tráfego pago.

Este método de otimização permite definir diferentes CPCs (Custo por Clique) para várias origens de tráfego, com base em sua eficácia em uma campanha.

Terminologia:

Fonte de tráfego: sites, plug-ins de navegador, etc.

Parceiro (editor): proprietário de um site / sites nos quais nossos widgets informativos são postados.

Rede de Afiliados: grupo de sites representados por uma Agência ou por um grande Editor. 

Sites, páginas de sites, sites sobre diferentes assuntos: exemplos fontes de tráfego

Os widgets Informativos* podem estar localizados em um site ou em vários (sites ou páginas de sites)

* Um exemplo de widgets informativos podem ser encontrado aqui

UID: identificador de origem de tráfego exclusivo para MGID.

Um UID pode fazer referência também a um parceiro com um ou vários sites ou uma rede afiliada de sites.

Nesse caso, para uma rede afiliada de sites será criada um SubID (sub-identificação) como uma sub-fonte de tráfego desta rede

Exemplo:

UID 123456

SubID 789012

SubID é a identificação de uma subfonte, um pré-requisito pertencente ao UID. Pode ser um subdomínio ou domínio separado de uma Rede de afiliados.

Os parceiros podem ter um recurso de rede com vários widgets informativos (UID 123456, UID 123457).

No entanto, para uma Rede de Afiliados, também podem haver sub-fontes (SubID) aplicadas.

Exemplo: 

UID 123456 (um cliente ou Rede de Afiliados)

SubID 789012 (sub-origens de tráfego, pertencentes ao UID mencionado acima)

Fig. 1. Widgets Informativos (blocos de anúncios) exibidos horizontal e verticalmente. Embora, outras opções nativas estão disponíveis para exibição, incluindo a exibição de vários anúncios em forma de teaser.

A estrutura de bidding seletivo dependendo das origens e sub-origens do tráfego para um anunciante no painel de controle:

  • Widget informer (UID)
  • subfonte (SubID)

Fig. 2. Fontes de tráfego (UID)

Fig. 3. Fontes de tráfego (SubID)

Como funciona a bidding seletivo e o que mudará no resultado da taxa?

Taxa: multiplicação do CPC em cada UID, SubID

CPC (custo por clique): CPC no teaser

Fórmula:

“CPC” x “Taxa” = “CPC que participará da licitação e será amortizado em nossa plataforma”

Cada fonte de tráfego (UID, SubID) em que os anúncios são exibidos tem uma taxa (por padrão 1), que pode ser ajustada.

O preço de cada teaser participante da licitação para cada UID, SubID específico, será multiplicado pela taxa definida para a fonte de tráfego determinada.

Se você deseja aumentar a quantidade de tráfego que chega até você através de uma fonte de tráfego  X, é necessário aumentar a taxa padrão, por exemplo, para 1,3 ou 2.

Assim, o preço de todos os anúncios da campanha será multiplicado por 1,3 ou 2, respectivamente, quando exibidos no site, o que aumentará a chances do seu anúncio na licitação.

Importante!

A taxa ajustada é aplicada a todos os teasers de uma campanha publicitária. Ao aplicar o novo coeficiente para UID, SubID, é importante lembrar que ele será definido para todos os anúncios da campanha.

Como ajustar a taxa:

Clique no ícone da lista de campanhas publicitárias na coluna Ações para passar para a interface do Editor de Eficiência.

Em seguida, selecione uma ou mais origens de tráfego e altere o valor da proporção para o valor desejado.

Vantagens da licitação seletiva em uma campanha publicitária:

1) Permite atrair mais visitantes das fontes de tráfego mais eficientes (o número de conversões aumentará respectivamente).

2) Dá a oportunidade de ajustar custos em plataformas onde o nível de conversão é ligeiramente inferior ao esperado, tornando-as rentáveis.

Portanto, a cobertura é aumentada sem reduzir o ROI.

3) Em geral, a licitação seletiva  redistribui o tráfego entre as plataformas da campanha, aumentando sua lucratividade.

Quanto ao uso de recursos, no momento você pode usá-los na área do cliente.

Exemplos de uso:

Vamos pegar uma campanha hipotética em que o preço de todos os teasers para todas as localizações incluídas é de 0,10 centavos.

1) Esta campanha recebe um tráfego muito bom de uma das fontes de tráfego e deseja aumentar o volume de tráfego. O cliente está pronto para pagar 0,15 centavos, mas não 0,10 centavos por clique, nesta fonte.

Uma taxa de 1,5 é definida para a fonte. Como resultado, ao organizar os lances nesta plataforma específica, o “valor” do teaser será maior e aparecerá com mais frequência na rotação de impressões. Quando os interessados clicarem nos teasers, o anunciante paga 0,15, e não mais 0,10 centavos.

Nesse caso, o preço será de 10 centavos nas demais plataformas.

2) A campanha recebe tráfego de uma dos sites que não atende ao ROI (Retorno de Investimento) exigido. Anteriormente, o cliente pedia simplesmente desativar a fonte de tráfego. Agora, ele pode reduzir a taxa, reduzindo assim, o preço para o nível de ROI desejado.

O limite mínimo de taxa que pode ser configurado é 0,2. Ou seja, ao definir a taxa de 0,2 para uma fonte de tráfego, os teasers da campanha terão o “valor” 5 vezes menor durante a licitação, e ao clicar neles serão cobrados o valor de 0,2 e não mais de 0,10 centavos.

Recomendações:

A mudança na taxa de proporção funciona apenas para grandes fontes de tráfego (onde há muitos monitores).

Normalmente não funciona em plataformas pequenas, pois o volume de tráfego não mudará consideravelmente.

As taxas de aumento devem ser altas - 2, 3, 4 ...:;

Caso contrário, não se obterá o efeito esperado ou desejado.

Quanto ao formato de transferência da taxa para (UID, SubID):

Taxa de {widgetUid} s {id_fonte} {delimitador}

Ao carregar um arquivo, o formato deste deve ser o 'UID (ID) da fonte de tráfego {delimitador}Taxa', por exemplo:

25; 2,1

500; 9

1; 0,2

120 1,1

121 2,5

77: 5

4564354s345464 1,1

87654s546796 2,5

formato csv, codificação (Unicode (UTF-8))

Um ponto  ou uma vírgula podem ser caracteres separadores para as taxas,inteiras e fracionárias.

Todos os outros caracteres separadores (espaços, enter, ponto e vírgula, dois pontos ...) serão considerados caracteres separadores de linha (valores).

Desejamos um alto ROI para você!